Campo em busca de conexão

UOL – No dia 11 deste mês, foi inaugurada na cidade de Rondonópolis, em Mato Grosso, a primeira antena 5G do Brasil em funcionamento no campo (a segunda de todo o país).

O projeto experimental pretende dar uma dimensão do que vai significar a conexão que permite maior transmissão de dados com muito mais velocidade.

A torre foi instalada pela TIM em parceria com a Nokia e a Associação Brasileira dos Produtores de Algodão (Ampa). A região foi escolhida porque concentra muita tecnologia e pode demonstrar como elas podem ser eficientes quando funcionam em condição ideal.

O produtor Alexandre Schenkel, ex-presidente e atual consultor da associação, diz que a expectativa é ter acesso a uma conexão de qualidade e rapidez que acompanhe a evolução vivida no campo.

“Hoje, com tecnologia em genética, eficiência na produção de alimentos, fibras e proteínas, nós precisamos ter velocidade na conectividade e na transmissão de dados. Nós trabalhamos tanto para desenvolver a produção agrícola e pecuária, mas não temos acesso a uma tecnologia capaz de transmitir a velocidade e a robustez da produção”, diz Schenkel.

O diretor de Soluções Corporativas da TIM, Paulo Humberto Gouvea, afirma que a versão do 5G de Rondonópolis é considerada a mais atualizada que existe.

A utilização pelos produtores de algodão poderá mostrar a eficiência de uma tecnologia que, quando estiver disponível para todo o país, deverá mudar a cara do setor produtivo nos próximos anos, não apenas o agrícola. “O 5G será um diferencial tecnológico na concorrência entre países”, diz.

 

Leia a matéria completa no site do Uol clicando aqui

Relacionadas

AMPA - Associação Mato-grossense dos Produtores de Algodão
Rua Engenheiro Edgard Prado Arze, 1777 - Ed. Cloves Vettorato - 2 andar Quadra 03 - Setor A - Centro Político Administrativo
CEP: 78049-015 - Telefone: (65) 3925-1800

Cuiabá - Mato Grosso - Brasil

English English Portuguese Portuguese Spanish Spanish